Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), Ansiedade, Depressão ou Burnout?

Outro dia Honório de Moraes pediu que eu escrevesse sobre TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade.

Atendendo pedidos, saiba sobre este tipo de transtorno que causa grande confusão com a Ansiedade, a Depressão e o Burnout (Síndrome de Burnout) na vida adulta.

Confira:

Deficit de atenção teste

O que é TDAH

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico que atinge varias partes do cérebro. Trata-se de uma hipofunção, ou seja, perda parcial ou completa das funções do córtex pré-frontal, de forma que os neurônios pulsam mais devagar que o esperado.

Geralmente provoca falta de atenção, desinteresse, inquietude, impulsividade, distração, agitação mental, hiperatividade, impulsividade, esquecimento, desorganização, adiamento crônico, baixo rendimento, entre outras, em pelo menos dois ambientes diferentes (casa e trabalho, por exemplo).

Tdah cid

Todas as pessoas apresentam estas características em algum momento da vida, o que é normal. Porém, quando intenso, pode ser sinal de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH).

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais da Associação Americana de Psiquiatria divide o TDAH em três tipos:

  • TDAH com predomínio de sintomas de desatenção (conhecido como pessoa com Déficit de Atenção);
  • TDAH com predomínio de sintomas de hiperatividade/impulsividade (conhecido como Hiperativo);
  • TDAH combinado (sintomas de desatenção e hiperatividade/impulsividade).

Teste de deficit de atenção

Qual o CID do TDAH

As classificações segundo os manuais de diagnóstico são:

  • CID 10: F-90.0 e F-90.1
  • DSM 5: 314 e 314.1

TDAH e Ansiedade

Cid deficit de atenção

Os principais sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) também encontrados na Ansiedade, Depressão e Burnout.

Existe também o risco de ocorrência de mais de um problema ao mesmo tempo.

O TDAH apresenta características semelhantes à Ansiedade, quando trata-se do TDAH com predomínio de sintomas de hiperatividade/impulsividade:

  • Agitação nas mãos e pés;
  • Dificuldade para permanecer sentado e parado;
  • Inquietação;
  • Dificuldade para se envolver calma e silenciosamente em atividades;
  • Está frequentemente “a mil” ou “a todo vapor”;
  • Normalmente fala bastante;
  • Dificuldade para cumprir regras e prazos pré-determinados;
  • Dá respostas precipitadas (antes das perguntas terem sido completadas);
  • Dificuldade para aguardar sua vez;
  • Interrompe ou se envolve em assuntos de outros;
  • Problemas com planejamento;
  • Dificuldade para tomar decisões;
  • Tenta assumir o controle do que os outros estão fazendo;
  • Falta de sono;
  • Normalmente está estressado e irritado;
  • Costuma ter comportamentos inadequados, podendo gerar conflitos de relacionamento;
  • Grande número de pensamentos ruins, preocupações e medos;
  • Sensação que o cérebro não descansa;
  • Sensação de improdutividade, sendo que pessoas com TDAH normalmente estão sempre preocupados com o próprio desempenho, portanto, se o problema não for tratado pode ser transformado em Depressão.

Para saber mais sobre Ansiedade, clique aqui.

TDAH e Depressão

Teste de tdah

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) apresenta características semelhantes à Depressão, quando trata-se do TDAH com predomínio de sintomas de desatenção:

  • Dificuldade para manter a atenção;
  • Comete erros por descuido;
  • Parece não escutar quando lhe dirigem a palavra;
  • Com frequência não segue instruções e não termina o que começa;
  • Dificuldade para organizar tarefas e atividades;
  • Adia tarefas que exijam esforço mental constante;
  • Perde ou esquece coisas (chaves, bolsa, celular, etc.);
  • É facilmente distraído por estímulos alheios à tarefa;
  • Dificuldade de rever situações e erros;
  • Dificuldade de fazer conclusões, síntese e análise.
  • Tendência a se perder no que faz;
  • Rendimentos baixos no trabalho;
  • Podem ser completamente introspectivos;
  • Problema de memorização e organização;
  • Dificuldade de interiorização de conceitos e aprendizagens;
  • Procrastinação (distrair-se com assuntos não tão importantes deixando o principal para última hora);
  • Tem sempre tendência a se atrasar;
  • Falta energia e, consequente, aumento do peso;
  • Pode, muitas vezes, ter autoestima baixa, ser visto como preguiçoso ou incapaz, o que pode provocar medo de ser criticado e, consequente, fobia.

Para saber mais sobre Depressão, clique aqui.

TDAH e Burnout

Teste para deficit de atenção

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) tem grandes chances de afetar a vida profissional.

Quando as características citadas acima (tanto com predomínio de sintomas de desatenção como hiperatividade/impulsividade) estão presentes no ambiente profissional, pode se assemelhar e causar o Burnout (Síndrome de Burnout), provocando esgotamento físico e mental.

Paras saber mais sobre Burnout, clique aqui.

Quantas são as causas do TDAH

Causas do tdah

As causas do TDAH são diversas, dentre elas cito estas 12 mais comuns:

  • Hereditariedade (pode vir de pai, mãe, primo, tia);
  • O que é ingerido durante a gravidez;
  • Sofrimento fetal;
  • Problemas físicos e emocionais na gestação;
  • Exposição ao chumbo;
  • Nascimento com baixo peso e bebês prematuros;
  • Fumo, drogas e álcool durante a gravidez;
  • Excesso de luz artificial;
  • Deficiência hormonal;
  • Deficiências vitamínicas;
  • Infecções como encefalite durante a gestação;
  • Exposição a toxinas ambientais.

Quem está passível de ser hiperativo, ter deficit de atenção e TDAH

Artigo tdah

Nossa maneira de ser (funcionamento do cérebro, personalidade, hábitos e preferências) são resultado da interação entre nossa carga genética e todas as experiências pelas quais passamos, desde antes mesmo do nosso nascimento.

O cérebro, em si, se desenvolve e se reconstrói em função destas interações, de toda a estimulação que recebe e das aprendizagens que delas decorrem.

Portanto, a probabilidade do  Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) se manifestar ou não, bem como a intensidade dos sintomas tem relação direta com a questão genética, as experiências pessoais, o estilo de vida e o aspecto neurobiológico.

O que é tdah

Por exemplo:

  • Pessoas que tem histórico na família poderão manifestar TDAH. O estilo de vida pode aumentar ou minimizar os sintomas.
  • Pessoas com experiências pessoais sem regras (ou criação muito solta) poderão manifestar TDAH. O estilo de vida pode aumentar ou minimizar os sintomas.

Como saber se você tem TDAH

Os sintomas não devem ser mais explicados dentro de outros transtornos como Ansiedade, Depressão e Burnout, para tal, o diagnóstico do TDAH começa com uma extensa análise clínica. 

Tdah significado

Nesta análise, são investigadas características cognitivas (intelectuais), comportamentais e emocionais, histórico familiar, desenvolvimento infantil, vida escolar, vida profissional, relacionamentos, dificuldades e expectativas.

É preciso haver evidências claras de que os sintomas reduzem a qualidade do funcionamento familiar, social, acadêmico e profissional e tem comprovação neurobiológica.

Porque adultos podem ter TDAH

Primeiro porque a doença poderá ter perfil genético. Segundo porque o ambiente dinâmico atual poderá contribuir para o aparecimento da doença. Terceiro porque a doença tem, muitas vezes, início na infância e adolescência, mas não tem cura.

O transtorno afeta 6% das crianças e 3% dos adultos. 80% das crianças com o transtorno têm chances de continuar TDAH na adolescência. Da adolescência para a fase adulta, esse número vai para 50%.

Deficit de atencao

Onde procurar ajuda

Este tratamento é possível através de especialistas como:

  • Psicólogos;
  • Psicopedagogos;
  • Psiquiatras;
  • Pedagogos.

Hoje com o avanço tecnológico e da medicina pode se observar diversas formas de tratamentos para que o TDAH não se desenvolva tanto, e assim a pessoa pode levar uma vida normal.

Tdah o que é

Como tratar o TDAH

Hoje o TDAH pode ser tratado com medicamentos, acompanhamento psicológicos e tratamentos naturais alternativos (ou a junção deles), que podem tanto prevenir como aliviar muito o sofrimento.

Dentre os tratamentos alternativos para o TDAH estão:

  • Terapia com artes, música e trabalhos manuais;
  • Reposição de vitamina B6, cálcio e magnésio e acido gama amino butírico (gaba);
  • Pratica de exercícios e atividades físicas regulares (em especial atividades aeróbicas intensas como nadar e correr, que tem eficácia significativa no funcionamento cognitivo e comportamental);
  • Alimentação correta e saudável;
  • Dormir as horas necessárias diariamente;
  • Ter uma agenda para organizar os compromissos e fazer gerenciamento do tempo;
  • Moderar no consumo de cafeína e açúcar.

O que e tdah

Estas recomendações também são importantes para quem sofre de TDAH:

  • Evitar salas com muitos estímulos;
  • Evitar ficar próximos a janelas, portas e celulares quando estão diante de alguma atividade que exige concentração;
  • Ter intervalos frequentes (a cada 30 minutos) ao realizar uma tarefa;
  • Evitar trabalhos e rotinas repetitivas;
  • Preferir trabalhos em pequenos grupos.

Tdah teste

Quando tratar o TDAH com medicamentos

Entre os anos de 2004 e 2008, a venda de medicamentos indicados para o tratamento cresceu 80%, chegando a cerca de 1,2 milhão de receitas, segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Vale lembrar que o medicamento não cura, somente ajuda a controlar os sintomas e é recomendado de forma controlada para casos em que o TDAH afeta gravemente a vida da pessoa em mais de um aspecto.

O que é deficit de atenção

Na grande maioria das vezes, iniciativas como alterações na rotina, acompanhamento psicológico e tratamentos alternativos podem trazer resultados satisfatórios.

Hoje o medicamento mais usado para o tratamento do TDAH é a Ritalina.

Os efeitos colaterais dessa medicação geralmente são:

Confira alguns depoimentos

"Já tinha passado incontáveis horas com profissionais, até descobrir que pequenas mudanças de hábitos fazem uma grande diferença. Confesso que me cobro por coisas já podia ter feito há muito tempo, mas sei que estou em um caminho melhor hoje. " Raquel

"Como se minha mente fosse um grande salão, começamos, eu e minha terapeuta, a abrir cada uma, e cada bicho feio que saía de dentro: culpa, inferioridade, desejo de agradar... Me dei conta que medicamento algum poderia fazer por mim. Então se deu uma virada numa chave em meu cérebro e vi que me observar, rever meus hábitos é realmente efetivo para jogar fora um monte de entulho que vamos colhendo ao longo da vida." A.V.

Perguntas frequentes sobre TDAH

Agitação é hiperatividade?

Atividades para deficit de atenção

A agitação pode ser característica tão somente do ambiente. Para ser classificado como hiperatividade é necessário que a pessoa sinta-se acelerada em muitos ou todos os ambientes e situações.

Qual exame fazer para identificar o TDAH?

Questionário tdah

Por se tratar de um problemas psicológico, como a Depressão, Ansiedade, Burnout e Pânico, por exemplo, não há exames físicos que detectam diretamente o problema.

O diagnóstico é baseado nos sintomas, na frequência deles e na avaliação circuitos funcionais dos cérebros que processam a informação e mediam o comportamento.

Existe algo bom no TDAH?

Associação brasileira de déficit de atenção

Pessoas com TDAH tendem a ser mais criativas, a “pensar fora da caixa”, encontrar saídas inesperadas e inéditas para alguns problemas, tem visão ampliada, facilidade para trabalhar sobre pressão, estão constantemente atentos e monitorando seu desempenho, tendem a ser rigorosos. O que, para algumas profissões, são características diferenciadas.

No entanto, deve-se tratar o mal estar emocional que a doença pode causar.

A pessoa pode ter TDAH em paralelo à Ansiedade, Depressão e Burnout?

Tdah

Sim, muito embora o TDAH tem aspectos essencialmente neurobiológicos que se difere dos demais transtornos.

Artigo resumido em VÍDEO

 

Este artigo te ajudou? Deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe com seus amigos.

Confira outros conteúdos nas redes sociais!

Clique aqui para acessar o meu canal no Youtube!

Aqui para seguir no Facebook!

E aqui para me acompanhar no Instagram!